segunda-feira, 27 de junho de 2011

Fragmentos (V)

Biopolítica das paixões

Quando seu coração não puder mais ser unidade
Quando pulsar não mais como indivisível
& você não souber qual migalha, na perenidade
Do seu coração, você quer inamissível
Você acaba por escolher um ou alguns poucos pedaços para manter vivos,
Para mantê-lo vivo
& quem sabe permitir-se saborear
Mais uns chocolates & cafés sem convulsionar

Nenhum comentário: