segunda-feira, 30 de abril de 2012

Alguns versos sobre...


Nós da cidade

Uma quarta dimensão ou uma dimensão incomensurável,
A da alma que desliza com um sentimento inominável
Sobre um plano liso: sem planos & sem projetos.
Como dança dos mortos, como intensidades de trajetos
Torce a cidade – a necessidade do concreto –
Para viajar, curvar & dobrar aquilo que é reto:
Nós!


Nenhum comentário: