sexta-feira, 8 de abril de 2016

e o viajante


e a viagem


 vislumbro menos uma rota
 mais uma pulsão
 uma seta
[mesmo que não se realize]
 uma potência
 viajo
 espero...
[não!]
 espero, não, parto
 e partindo
 produzo um contínuo
 que flui em vir-a-ser
 sem parada
 ainda que parado
 no mesmo lugar
 viajo
 seta
 sem rota
 sem chegada certa
 que a morte


Nenhum comentário: